BOLSONAROXHADDAD

BOLSONAROXHADDAD

 

Conforme os dias vão se passando e a eleição em primeiro turno, para presidente do Brasil, se aproxima, vemos cada vez mais claro a polarização do país em petismo contra antipetismo.

Os treze anos de governo petista, deixou, como maior resultado, um país completamente dividido! Não sou historiador e não tenho um conhecimento tão profundo da historia do Brasil, em todos os tempos, mas, pelo pouco que sei, nós nunca tivemos um país tão dividido em dois blocos tão antagônicos, tão polarizados e tão inimigos, a ponto de um grupo tentar, a todo momento, destruir o outro.

Alguns falam que Jair Bolsonaro, com seu discurso radical, é o culpado pelo discurso de ódio que divide o país nos dias de hoje. Mas, temos que fazer justiça e percebermos que, na verdade, essa divisão vêm de mais de quatro anos atrás, quando o PT e Lula, iniciou esse discurso polarizado, de nós contra eles. De mortadelas contra coxinhas. De vermelhos contra amarelos, de nordestinos contra sulistas, de brancos contra negros, de homossexuais contra heterossexuais. Na eleição de Dilma Roussef contra Aécio Neves, em 2014, esse discurso foi debatido, à exaustão, pela campanha eleitoral de Dilma.

E ao longo desses quatro anos, com o processo popular nas ruas, de pessoas saindo às ruas com camisetas amarelas e verdes, pedindo o impeachment de Dilma, enquanto as esquerdas organizavam manifestações com bandeiras do MST, CUT, MTST e dos partidos de esquerda, que culminou na caravana de Lula, pelo Brasil, principalmente no Sul do país, essa polarização e divisão só foi se acentuando paulatinamente e continuamente.

E assim, chegamos a um processo eleitoral neste ano de 2018, com uma grande maioria da população brasileira, dando um basta a todo esse processo de “vermelhização” do Brasil. A população está dizendo Basta!!! Eu não aguento mais tanto discurso de ódio! Eu não aguento mais ver o meus país e o brasileiro ser tratado como gado, como massa de manobra! Eu não aguento mais ver pessoas querendo calar o discurso do outro com violência, com uma facada num candidato que eu odeio!!!

E principalmente, a grande maioria da população brasileira está dizendo que não aguenta mais ver tanta corrupção, tanta sujeira nos meios políticos, com compra de votos, com nomeações políticas para cargos que culminaram em uma corrupção generalizada em todas as instâncias e em todas as instituições de empresas estatais e corporações do governo.

Jair Bolsonaro, apesar de estar há 28  anos na política, como vereador e depois deputado federal, sempre pertenceu ao baixo clero, sendo um deputado mais famoso pelo seu destempero verbal e pelas suas manifestações que compunham o discurso da bancada dita evangélica da Câmara de Deputados. Mas, de repente, há 4 anos, ele começou a viajar o país, a visitar todas as cidades grandes, médias e pequenas de todos os Estados do pais. E neste processo, ele viu que sua popularidade foi aumentando aos poucos, sendo recebido nos aeroportos por uma multidão, que o chamavam de “mito”, que fazem carreatas cada vez com maior número de componentes, aparecendo aos poucos nas redes sociais, no facebook, twitter, youtube e outros mecanismos, em gravações feitas com celulares, com má qualidade técnica de gravação, mas que mostravam todo o carinho e todo o respeito que ia angariando do brasileiro médio, do produtor rural, do empresário, do comerciante, da classe média, dos profissionais liberais.

E no dia 6 de setembro, em Juiz de Fora, MG, às 15:30, uma facada desferida contra Jair Bolsonaro, numa tentativa clara de matar o candidato, mostrou que essa polarização chegou às raias do absurdo e da violência como meio, para justificar os fins, quais sejam, de tentar, a todo custo, barrar um candidato que oferece uma real ameaça a todo o estabilishment, ao status quo, e à tentativa de se implantar um governo comunista no Brasil, de tentar manter um sistema político do toma lá dá cá, da corrupção generalizada, dos privilégios para castas e estamentos dentro da máquina pública, de distribuição de verbas para empresas e empresários amigos do rei. Fica claro que o grau de belicosidade e de certo desespero de certos setores que viveram a farra do dinheiro público distribuído a torto e a direito, com privilégios e subsídios estabelecidos pelo poder.

Neste processo de radicalização e polarização, cabe a cada brasileiro se posicionar claramente, se está de um lado ou de outro. Neste momento, não é possível ficar em cima do muro, não é possível assistir nos bastidores o desfecho deste processo político e eleitoral, pois os resultados, pode ser a completa destruição deste país, a transformação deste lindo país numa ditadura. Eu mesmo, havia me resolvido por votar em João Amoedo, cheguei mesmo a me filiar ao Partido Novo, mas percebo que isto, neste momento, seria uma atitude completamente perniciosa para os destinos deste pais. Mudei de opinião e me desfiliei ao partido recém filiado. Neste processo de polarização, ou você está ao lado de um candidato, que não é perfeito, que comete erros como todo ser humano, que tomou várias decisões erradas em votações como deputado, no passado, que falou muita bobagem e que se tornou uma figura tão combatida pela mídia. Ou, por outro lado,  você está ao lado de um candidato que é um fantoche, um poste, uma figura que é completa e totalmente manipulado por Lula, um presidiário, uma figura que tanto mal fez ao País. Decida-se e vote com a sua consciência. A decisão de votar em Haddad, ou mesmo em Ciro Gomes, ou em Marina Silva, ou até mesmo em Alckmin, será a manutenção de um sistema de esquerdização do país, que já dura 24 anos e que deixa, como legado, um país completamente destruído, com todas as principais e grandes empresas nacionais sobrevivendo com muita dificuldade, após 3 anos da mais brutal recessão da economia brasileira, muito pior do que a crise de 1929, com mais de 13 milhões de brasileiros desempregados, com a total destruição do sistema de saúde, com todos os hospitais e unidades de saúde sucateadas, com Santa Casas e hospitais filantrópicos totalmente quebrados, com sistema educacional falido, com milhões de analfabetos funcionais, com jovens chegando ao ensino médio e superior sem conseguir ler e interpretar um texto básico, sem conseguir escrever uma frase completa e sem conseguir fazer contas básicas. Com um país onde 70.000 brasileiros são mortos todos os anos de forma violenta, por tiro, por arma branca, com facções de criminosos dominando todos os presídios do país, com milícias e gangues de traficantes dominando favelas e morros pelo país afora, com policiais desmotivados, mal equipados, com viaturas sucateadas e sem a mínima condição, com seus revólveres enferrujados, de enfrentar fuzis e armamentos pesados, como granadas e armamentos de grosso calibre. E morrendo aos montes, numa total covardia e desproporção de forças!

O Brasil de amanhã, depende da sua decisão de hoje. Depois, não adianta reclamar que o Brasil, que sempre foi um país do futuro, nunca se transforma num país potência mundial, apesar de todas as belezas e riquezas que Deus colocou no solo e na natureza deste país continente!!!

Eu voto Jair Bolsonaro no dia 7 de outubro!

BRASIL, ACIMA DE TUDO, DEUS ACIMA DE TODOS!!!

publicado por drtakeshimatsubara às 01:05 | comentar | favorito