O QUE É A HOMEOPATIA?

O QUE É A HOMEOPATIA

A homeopatia é uma especialidade médica, reconhecida pelo CFM desde 1980 no Brasil. Foi criada por um médico alemão, Samuel Hahnemann, em 1796, há mais de 200 anos portanto.
Hahnemann era um médico que havia se formado com extrema dificuldade e, ao iniciar a sua prática, percebeu que os medicamentos e a prática da época eram extremamente agressivos, como sangrias, uso de sanguessugas, uso de medicamentos extremamente tóxicos.
Ao sofrer uma perda de um ente querido devido aos efeitos tóxicos dos remédios, ele abandonou a medicina e passou a viver de tradução de textos, pois ele era um exímio tradutor, conhecedor de várias línguas além do alemão. Ao traduzir um dos textos de Matéria médica da época, o remedio Cinchona oficinais, a china, que dá origem ao medicamento hidroxicloroquina, (hoje tão em voga devido à pandemia de coronavirus,) pois o mesmo era uma planta nativa do Peru, que era utilizado pelos índios descendentes de incas no tratamento da malária e que havia sido levado para a Europa pelos colonizadores espanhóis, e era utilizado com a mesma finalidade que os indígenas, percebeu várias inconsistências na explicação sobre a eficácia desses medicamentos, que era atribuído a efeitos tônicos no estômago. Resolveu experimentar nele mesmo o remedio, tomando as doses recomendadas de uma dracma do medicamento, medida usada na época. Após algum tempo, ele percebeu que o efeito tóxico do remédio era em tudo semelhante aos sintomas da doença malária, ou seja, febre, calafrios que duravam 3 dias, suores frios, náuseas, vômitos, dores musculares pelo corpo todo, etc. Devido à toxicidade da dose que ele tomou, resolveu experimentar diluir a dose e percebeu que o efeito era o mesmo, ou seja, mesmo ele diluindo o medicamento, ele obtinha os efeitos, ou seja, tinha os mesmos sintomas. Resolveu sucussionar ou seja, agitar e percebeu que o efeito era aumentado. Estava criado a homeopatia, cujas leis principais são a lei da semelhança, ou seja, o medicamento para a malária funcionava, porque aquele medicamento, China, quando era tomado por pessoas sadias, provocava na pessoa os mesmos sintomas da doença que ele curava. A China curava a malária porque provocava, quando tomado, os mesmos sintomas da malária. Além disso, ao ser diluído e sucussionado, ele perdia o efeito tóxico, mas mantinha os efeitos medicamentosos, algumas vezes, ele se tornava até mais eficaz. Hahnemann dizia que o medicamento diluído e dinamizado estimulava a Energia Vital do organismo e esta reagia, provocando o efeito curativo. Traduzindo para os dias de hoje, transformemos Energia Vital em Sistema imunológico. O remedio homeopático funciona, pois ele cutuca, ele estimula o sistema imunológico para que esta reaja e provoque o efeito curativo.
Tanto é verdade que o Arsenicum álbum, que nós vemos em filmes sendo usado como um veneno poderoso, mortal, é hoje um medicamento homeopático extremamente eficaz, sem nenhum risco ao paciente, se tomado formulado como medicamento homeopático, ou seja, diluído e sucussionado. funcionando de maneira extremamente eficaz no controle da ansiedade, da angústia, da agitação psicomotora, etc.
A medicina tradicional, a alopatia, sempre funcionou seguindo a lei dos contrários. Ou seja, se eu tenho uma febre, eu uso um remedio que combate a febre, o antitérmico. Se quero efeito de analgesia, ou seja, de combater a dor, uso o analgésico. O antibiótico (anti a vida biológica) mata a bactéria e obtenho a cura da amigdalite pois mato a bactéria que causa a infecção. o anti inflamatório, combate a reação inflamatória e com isso, não tenho a dor, o inchaço, a vermelhidão e a febre. etc. Se eu tenho uma insônia, eu tomo um remédio que combate a insônia, ou seja, dá sono. Mas, tudo na vida, funciona como um pêndulo, ou seja, aquilo que causa determinado efeito, terá em seguida, um efeito colateral, que será o efeito oposto. Ou seja, se eu tomo um medicamento contra a insônia, passado o efeito primário, teremos o efeito secundário, o chamado efeito colateral, que será novamente a insônia. Aí, o médico alopata aumenta a dose, para anular esse efeito colateral. Ou muda para um outro remedio. A homeopatia funciona pelo efeito colateral, ou seja, quando aquele determinado remedio provoca um xis efeito colateral se eu uso por essa lógica, eu anulo o efeito colateral e obtenho a cura. Essa é a lógica um pouco difícil de se entender, mas ela é fundamental, ou seja, estamos tratando baseados no fato de que queremos tratar pelo efeito colateral. Se o remedio Passiflora incarnata, a flor do maracujá, se tomado, num primeiro momento ele causa uma insônia, um efeito rápido e depois, ela provoca uma sonolência imensa, que seria o seu efeito colateral ou secundário. Por isso, o saber popular prescreve o chá da flor de maracujá para tratar insônia. O remedio homeopático, Passiflora incarnata, é utilizado para tratar insônia de maneira extremamente eficaz. Essa é a lei da semelhança, ou seja, eu tomo um remedio que causa insônia, para tratar insônia, pois o efeito colateral dela é causar sonolência, e é esse efeito medicamentoso que eu quero. Se a medicina alopática entendesse essa lei, já teríamos um avanço tremendo na medicina e pararíamos de fugir do efeito colateral, pois ela é muito mais duradoura do que o efeito primário. Os pajés e os raizeiros perceberam isso, pois a fitoterapia(medicina pelo uso de plantas, raizes e sementes naturais) funciona muitas vezes por esse princípio. Mas....
Continua no próximo capitulo.

publicado por drtakeshimatsubara às 16:09 | comentar | favorito